sábado, 11 de dezembro de 2010

Vôos Mais Verdes “E Amarelos”.


Por Reação Ambiental
O biocombustível produzido com óleo de pinhão manso está sendo utilizado pela TAM e pela Airbus de forma pioneira em voos na América Latina. Semana passada, as companhias aéreas realizaram a primeira operação com o combustível.A UOP LLC, do Grupo Honeywell, responsável pela produção do produto, afirmou que o combustível possui 50 por cento da mistura de bioquerosene produzido a partir do óleo de pinhão manso brasileiro e a outra parte de querosene convencional para aviação.O avião abastecido com o produto saiu do aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, e sobrevoou o Oceano Atlântico por 45 minutos. Na opinião de Paul Nash, chefe do Departamento de Novas Energias da Airbus, “a Airbus e a TAM deram um passo importante para o estabelecimento da ‘cadeia de valor’ – uma solução que é comercialmente viável e sustentável, sem causar impacto nas pessoas, na terra, nos alimentos, nem na água”, declarou.Segundo ele, estudos realizados pela Michigan Technological University revelam que a produção de biocombustíveis para a aviação a partir do pinhão manso podem diminuir em 65 e 80 por cento as emissões de carbono, na comparação com a querosene convencional de aviação, produzida com petróleo.“Esse vôo é a evidência do comprometimento da indústria da aviação no avanço das metas que estabeleceu para si própria para a redução de CO2: crescimento neutro em carbono a partir de 2020, atingindo 50 por cento de redução líquida na taxa de emissão de C02 até 2050”, afirmou Nash.A aeronave utilizada no voo é um Airbus A320 da TAM com capacidade para transportar até 174 passageiros.




Um comentário:

  1. QUANTUM BINARY SIGNALS

    Professional trading signals delivered to your cell phone daily.

    Start following our signals right now and gain up to 270% per day.

    ResponderExcluir